Home - Últimas - Autarcas e responsáveis de instituições de Portugal e Espanha pedem aos governos para avançarem com troço ferroviário Aveiro – Viseu – Guarda – Salamanca

Autarcas e responsáveis de instituições de Portugal e Espanha pedem aos governos para avançarem com troço ferroviário Aveiro – Viseu – Guarda – Salamanca

Autarcas e responsáveis de instituições de Portugal e Espanha estiveram reunidos ontem em Viseu e pediram aos governos dos dois países para impulsionarem o transporte ferroviário do Corredor Atlântico no troço ibérico (Aveiro – Viseu – Guarda – Salamanca) e ligação com Madrid. Os participantes consideram que esta via é importante “para facilitar uma mobilidade eficiente de passageiros e mercadorias, permitindo o desenvolvimento económico regional. oportunidades para novas iniciativas empresariais e capacidade para atrair e fixar população”.

Os dois governos devem “avançar neste projecto decisivo que beneficiará não apenas as nossas empresas, mas também o desenvolvimento sustentável e a prosperidade dos nossos territórios”, defenderam.

“Temos de pedir aos nossos dois governos que unam forças, que façam os esforços necessários para que a rede básica, os corredores atlânticos que passam por Portugal e por Espanha estejam em funcionamento em 2030”, frisou O delegado do Corredor Atlântico e Redes Complementares, Luis Fuentes Rodriguez,.

O presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, garantiu que encontros como o de hoje [ontem] – que aconteceu na sequência de um outro realizado em Salamanca, no dia 09 de Janeiro – serão para repetir, funcionando como “uma espécie de despertador”. “Vamos continuar com as reuniões periódicas, sempre a bater nisto. Não vamos deixar que esta situação seja esquecida. Vamos reclamar que este tema seja debatido nas cimeiras ibéricas”, referiu.

“Em Viseu reivindicámos a necessidade de avançar no Corredor do Atlântico Norte, com a electrificação da via. Também é urgente que o comboio regresse à fronteira e a Ciudad Rodrigo, já que nos foi retirado devido à pandemia. Juntamente com os portugueses e com a cidade e província de Salamanca, continuaremos a dar voz ao nosso território e região. O comboio é fundamental para o nosso futuro”, concluiu o Alcaide de Ciudad Rodrigo, Marcos Iglesias Caridade.

Além do presidente da Câmara de Viseu, da região marcaram ainda presença a presidente de Tondela e os autarcas de Oliveira de Frades e Vouzela. Estiveram ainda os presidentes das Câmaras Municipais da Guarda e Aveiro, os Alcaides de Ciudad Rodrigo e Salamanca. Representantes da Associação Empresarial de Portugal, dos Portos de Aveiro e da Figueira da Foz, do Corredor Atlántico y Redes Complementarias, da AIRV e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Eduardo Anselmo Castro.

 

LEIA TAMBÉM

Espectáculo multimédia “As músicas que os vinhos Dão” anima 23 ª Feira de Vinho do Dão de Nelas

Dezanove empresas do concelho de Nelas distinguidas com estatuto de PME Líder

O Concelho de Nelas viu este ano distinguidas 19 empresas com o estatuto de PME …

Monumento com cravo gigante evoca 25 de Abril em Tábua

A instalação de um monumento na Rotunda da E.N. 17, no nó de acesso ao …