Home - Outros Destaques - CM do Hospital aposta na “qualidade ambiental” e entregou mais 52 compostores à população  

CM do Hospital aposta na “qualidade ambiental” e entregou mais 52 compostores à população  

O município de Oliveira do Hospital entregou, no dia 22 de Junho, no Parque do Mandanelho, meia centena de compostores domésticos à população residente no concelho, inscrita na segunda fase do Projecto Municipal RecolhaBiOH. Nesta fase do projecto, criado e implementado pela Câmara Municipal, foram entregues gratuitamente mais 52 compostores a munícipes residentes no concelho. O momento da entrega contemplou uma acção de formação, sensibilização e de capacitação para a prática de compostagem, ministrada no Parque do Mandanelho pelo Gabinete de Ambiente e Sustentabilidade da Câmara Municipal.

O vice-presidente da Câmara Municipal, responsável pelo pelouro do Ambiente e Sustentabilidade, Nuno Oliveira, salientou que, ao compostar, “estamos todos a contribuir para uma melhor preservação e qualidade de vida ambiental” e a “reduzir a quantidade dos resíduos orgânicos encaminhados para aterro”. “Estamos não só a contribuir para um melhor ambiente, como, com este recurso, é possível produzir um fertilizante natural de excelente qualidade e valorizar, assim, os bio-resíduos com a reintrodução da sua matéria orgânica no solo”, reforçou.

Nuno Oliveira sublinhou que o município de Oliveira do Hospital que tem vindo a apostar “numa melhor educação para um desenvolvimento mais sustentável” e implementado dinâmicas de trabalho “na procura de dotar os cidadãos de maiores competências ambientais”. “Por ano, o município separa e recicla apenas 17 por cento dos seus resíduos. A meta, até 2025, é separar e reciclar 65 por cento dos resíduos produzidos. Uma percentagem só atingível se todos assumirmos este compromisso de reciclar ainda mais”, refere Nuno Oliveira.

Note-se que, em causa, não está apenas o contributo de cada cidadão para a redução da quantidade de lixo depositado nos contentores de resíduos sólidos urbanos do concelho, como uma melhor gestão dos resíduos encaminhados para aterro, serviço representa um investimento que ascende a mais de um milhão de euros para a Câmara Municipal.

A execução do projecto RecolhaBiOH, cuja promoção de medidas vão ao encontro das obrigações do “Desenvolvimento Sustentável 2030”, na continuidade da implementação de políticas direccionadas para uma melhor interiorização das boas práticas ambientais por parte de todos, contou, na primeira fase, com a parceria da organização ambientalista Quercus. “A pegada foi deixada. O sucesso e a continuidade dependem agora de uma cidadania participativa e de uma postura de responsabilização de todos, como forma de salvaguarda do futuro das nossas gerações”, acrescentou Nuno Oliveira.

O Projecto RecolhaBiOH foi criado em 2022 e financiado a cem por cento pelo Fundo Ambiental, num investimento total de 40.550 euros, e veio dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela promoção da sustentabilidade e valorização dos biorresíduos, implementando, assim, um projecto-piloto no concelho, que visa a redução da quantidade de resíduos verdes encaminhados para aterro.

No âmbito desta candidatura foram colocados à disposição da população, gratuitamente, um total de 140 compostores domésticos e equipamentos para recolha de resíduos verdes. Destes, seis dezenas foram entregues, em Fevereiro, à população inscrita na primeira fase do projecto e às Juntas e Uniões de Freguesia de Oliveira do Hospital. A compostagem, recorde-se, é um processo biológico em que os microrganismos transformam a matéria orgânica numa substância semelhante ao solo, à qual chamamos de composto.

 

LEIA TAMBÉM

CM de Oliveira do Hospital mostra imagens do projecto das novas instalações da ESTGOH

A CM de Oliveira do Hospital partilhou hoje algumas imagens do projecto das futuras instalações …

Alvoco apresenta III edição do Arraial Social com um “cartaz de várias gerações e para vários públicos”

Freguesia do concelho de Oliveira do Hospital quer reunir dinheiro para ajudar na Requalificação do …