Home - Economia - Fabricante do Licor Beirão compra licor Safari 

Fabricante do Licor Beirão compra licor Safari 

A Casa Redondo, que produz o Licor Beirão, comprou a bebida espirituosa Safari ao grupo internacional Diageo disse à agência Lusa o director-geral da empresa da Lousã. “A Casa Redondo dá um passo significativo no seu crescimento internacional com a compra do licor Safari, até agora pertencente ao maior ‘player’ mundial do sector”, declarou Daniel Redondo.

O responsável da empresa da Quinta do Meiral, no concelho da Lousã, realçou ainda que “este movimento representa a maior aquisição de uma marca de bebidas espirituosas por uma empresa portuguesa”. “Com esta nova adição, a nossa empresa ambiciona fortalecer a sua presença em mercados estratégicos como Holanda, Bélgica e Alemanha”, afirmou.

Daniel Redondo prevê “um aumento imediato de cerca de 70 por cento nas exportações globais do grupo”, cujo objectivo é “triplicar este valor nos próximos cinco anos”. “Financiada com capitais próprios, a aquisição permitirá à empresa criar sinergias de portfólio, investir em equipas comerciais e de ‘marketing’ e aprofundar as relações com os parceiros de distribuição, consolidando assim a nossa posição como um produtor de referência na categoria de licores”, acrescentou.

Originária da Holanda, marca Safari estava há vários anos na posse do grupo Diageo, com sede em Londres, no Reino Unido. Trata-se de uma bebida com sabor a frutas exóticas, como mamão, manga, limão e maracujá, que pode ser servido em estado puro ou como base para um ‘cocktail’ de inspiração tropical.

O Safari é actualmente vendido, sobretudo, nos países do Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo), em Portugal e na Turquia. “Tendo em conta a sua base de consumidores”, a Diageo entende que a Casa Redondo “é a proprietária certa para levar o Safari ao seu próximo capítulo de crescimento em toda a Europa e fora dela”, segundo uma nota do grupo vendedor a que a Lusa teve acesso.

Fundada em 1997, a Diageo é considerada a maior fabricante de bebidas destiladas a nível internacional, comercializando os produtos em 180 países. Com representações em 80 países, empregava na década passada mais de 36 mil pessoas um pouco por todo o mundo.

A marca Licor Beirão, por sua vez, está nas mãos da empresa familiar da Lousã desde 1940, ano em que foi comprada a um pequeno produtor local por José Carranca Redondo, já falecido, passando depois a gestão para o filho deste, José Redondo, e para os netos Daniel e Ricardo, actuais director-geral e director financeiro, respectivamente.

 

LEIA TAMBÉM

Nelas recebeu “Selo Município Amigo da Juventude”

O Município de Nelas recebeu, na sexta-feira, a distinção “Selo Município Amigo da Juventude”, na …

Subida de temperatura e risco elevado de incêndios no interior nos próximos dias

Distrito da Guarda em aviso amarelo devido ao calor

O distrito da Guarda vai ser um dos que vão estar entre as 12h00 de …