Home - Últimas - IPC planta 1500 árvores em Folgosinho Parque Natural da Serra da Estrela

IPC planta 1500 árvores em Folgosinho Parque Natural da Serra da Estrela

O Politécnico de Coimbra (IPC), em parceria com a Associação Folgonatur, Baldios e Junta de Freguesia de Folgosinho, realizou no passado sábado, uma ação de reflorestação na Serra da Estrela, “Juntos vamos ajudar a reflorestar a Serra da Estrela”. A iniciativa contou com a participação de cerca de 60 voluntários – estudantes, docentes e não docentes do IPC – e foram plantadas 1500 árvores de espécies nativas e autóctones (pinheiro, carvalho, entre outras) numa zona da freguesia de Folgosinho, área muito fustigada pelos incêndios florestais que decorreram no Parque Natural da Serra da Estrela no Verão de 2022.

No âmbito do Dia Internacional da Floresta e o Dia da Árvore (21 de Março), esta iniciativa tem como principal intuito consciencializar a comunidade para a importância da responsabilidade social e ambiental na tomada de acções relacionadas com a sustentabilidade e o ambiente. “É urgente apostar em atitudes e comportamentos preventivos de eficiência carbónica que de alguma forma, garantam a conservação da natureza e o desenvolvimento sustentável das futuras gerações. Vivemos num país em que os incêndios são uma constante e em que mundialmente, nos debatemos com as alterações climáticas, logo, este tipo de iniciativas são de extrema relevância. O IPC deve ajudar a formar cidadãos conscientes dos seus impactes na sociedade”, afirmou a Vice-Presidente do IPC e responsável pela área da sustentabilidade, Ana Ferreira.

“Sabemos que a floresta demora dezenas ou centenas de anos a crescer, mas quando esta é destruída estamos a devastar um ecossistema com uma grande biodiversidade, pelo que, reforço, ações como esta, levada a cabo pela comunidade IPC, são fundamentais, no sentido de a defendermos como uma valiosa fonte de riqueza natural”, salientou Ana Ferreira.

Esta acção de voluntariado, realizada no âmbito do Projecto “Politécnico de Coimbra +Sustentável” que tem como principal objectivo a adopção de medidas estratégicas sustentáveis em toda a Instituição com vista à mudança de comportamentos de forma a garantir o futuro da Instituição e das gerações futuras, salvaguardado a saúde ambiental e qualidade de vida, não só dos estudantes e dos trabalhadores, mas também da comunidade envolvente e por isso a realização desta actividade, demonstra também a responsabilidade social da nossa Instituição.

É também uma acção realizada no âmbito dos Programas Eco-Escolas e EcoCampus que têm sido desenvolvidos nas Unidades Orgânicas de Ensino do Politécnico de Coimbra que têm desenvolvido um conjunto de actividades dentro da Instituição, mas também fora de portas com a comunidade externa.

A Folgonatur é uma associação sem fins lucrativos, regularmente constituída nos finais de 2017, após os incêndios que também atingiram a zona da Freguesia de Folgosinho. Desde então que a Folgonatur tem tentado contribuir para a recuperação da Serra da Estrela, mobilizando pessoas, empresas e instituições para levar a cabo acções de reflorestação.

LEIA TAMBÉM

Nelas recebeu “Selo Município Amigo da Juventude”

O Município de Nelas recebeu, na sexta-feira, a distinção “Selo Município Amigo da Juventude”, na …

Subida de temperatura e risco elevado de incêndios no interior nos próximos dias

Distrito da Guarda em aviso amarelo devido ao calor

O distrito da Guarda vai ser um dos que vão estar entre as 12h00 de …