Home - Região - Oliveira do Hospital - Maldito IC6. Autor: Tozé Cardoso.

Maldito IC6. Autor: Tozé Cardoso.

O cantor, compositor, multi-instrumentista norte-americano e vocalista convidado dos AC/DC  e fundador dos Guns N’ Roses, Axl Rose, disse um dia o seguinte: “Quero no meu testamento que, quando morrer, o caixão apareça com hora e meia de atraso, e escrito na lateral, em dourado: ‘Desculpe pelo atraso'”.

Não podemos dizer, que Axl, não seja um homem educado, pois mesmo preparando um atraso (provavelmente o último) com antecedência, prevê pedir desculpa pelo mesmo. Tal educação não se encontra no putativo candidato socialista, José Carlos Alexandrino, que depois de afirmar: “Há um prazo limite para que definam claramente, o partido socialista e este governo, defina claramente em relação ao IC6 e aquilo que eu disse, para que eu me possa apresentar ou não como candidato …,… aquilo que eu quero dizer, é que até 30 de março, tem que haver uma resposta, porque no dia 1 de abril, é o dia das mentiras, anunciarei se serei recandidato ou não.”

Não sei se Alexandrino se rege pelo calendário Maia, Chinês, Judaico, islâmico, Juche, Etíope ou qualquer outro que não o Gregoriano. No entanto, o dia das mentiras já há muito lá vai, e do candidato nada se sabe. O homem nem tuge nem muge. Para quem evocou a sua honestidade intelectual, para dizer que só seria candidato depois de um claro compromisso com o governo, um compromisso que não fosse só promessa, mas um compromisso de “ação e de agir”, um comprometimento feito com o primeiro-ministro que viria a Oliveira durante o mês de maio assumir preto no branco, sem quaisquer dúvidas esse compromisso. Depois de nada disto acontecer, esperava-se bem mais do que este silêncio ensurdecedor por parte de Alexandrino, esperava-se no mínimo uma explicação, que por mais insignificante e descabida que fosse, devia ter sido dada. Os Oliveirenses merecem mais respeito e consideração, do que serem apenas joguetes nas intenções do poder vigente, que tudo inventam para deles, sacar única e simplesmente o voto. Para além da promessa de construção do IC6 se ter apagado, desvaneceu também o anúncio do inicio das obras na EN17, que tanto propagandeou.

Se o PS nacional quer Alexandrino, se o PS distrital quer Alexandrino, se o PS local quer Alexandrino, e se Alexandrino, tal como disse, só quer o PS, não se percebe este ruído emudecedor. O que se estará a passar para estarem a cair neste ridículo? Será que depois deste número de circo, levado a cabo por Alexandrino e trazendo Costa para a palhaçada, o PS nacional mandou Alexandrino atuar sozinho? Pode ter acontecido, no entanto estou em crer que o que leva Alexandrino a perpetuar esta demora, é a incerteza na vitória. O homem que nas últimas eleições prometeu empregos para chegar a presidente, não consegue agora que as pessoas acreditem em iguais promessas. Pois os empregos prometidos não passaram de POC’s ou fracos contratos de tempo limitado, que mais não fizeram do que atrasar a vida daqueles que os utilizaram.

Hoje Alexandrino tem essa gente descontente e como oposição, tem essas pessoas a promover listas para o combaterem. Deixou de ter essa gente ao lado, para a ter pela frente. Depois falta-lhe o dinheiro e o apoio do Lopes. Os milhares que Lopes gastou para fazer dele presidente, não mais existem, e se existirem é para serem usados de modo diametralmente oposto. Por fim, tem um candidato extremamente preparado, capaz de o anular em qualquer situação, capaz de mostrar como se deve fazer e de lhe apontar os erros, capaz de lhe mostrar as exorbitâncias dos gastos desnecessários, capaz de o vencer e de virar esta pagina de atraso que Alexandrino escreveu durante oito anos.

Autor: Tozé Cardoso.

 

LEIA TAMBÉM

A amnésia dos políticos sobre o interior… Autor: Fernando Tavares Pereira

Assisti com alguma regularidade aos debates televisivos entre as diversas forças partidárias candidatas às legislativas …

Rui Rodrigues também é morto.  O nosso luto futebolístico continua. Autor: João Dinis

E caiu agora a notícia da morte de outro grande futebolista, o Rui Rodrigues, jogador …